1. Editorias
  2. Municípios
  3. Ministério Público apura irregularidades em contratação de show de Wesley Safadão no Piauí
Publicidade

Ministério Público apura irregularidades em contratação de show de Wesley Safadão no Piauí

Procedimento vai apurar suposta aplicação irregular de verbas públicas

O Ministério Público do Piauí instaurou um procedimento administrativo para apurar a suposta aplicação irregular de verbas públicas na contratação do show do artista Wesley Safadão, para as comemorações do aniversário da cidade de São Pedro do Piauí, em junho deste ano.

O procedimento foi instaurado pela 1ª Promotoria de Justiça de São Pedro do Piauí. De acordo com o promotor titular, Nielsen Silva Mendes Lima, a cidade passa por grande precariedade em diversos serviços primordiais.

MPPI apura irregularidades em contratação de show de Wesley Safadão no Piauí (Foto: Reprodução/ Mapio)

“O município precisa de investimentos. Saúde, educação e saneamento básico são algumas das áreas que necessitam de maior atenção por parte dos gestores”, disse o promotor de Justiça.

Entre as providências citadas na portaria de instauração do procedimento administrativo, o representante do Ministério Público requisitou:

  • informações sobre qual procedimento licitatório foi adotado para a contratação dos eventos que serão realizados no aniversário do município;
  • informações sobre como se deu a contratação do artista Wesley Safadão, se a título de prestação direta ou a título de contrapartida em convênio (em caso de contrapartida, indicar, de forma precisa, o valor total e a origem do recurso, comprovadamente);
  • dados específicos sobre como e com que valor serão custeados os gastos acessórios ao evento, tais como montagem de palco, iluminação, som recepção, hospedagem, abastecimento de veículos de artistas ou pessoal de apoio, dentre outros;
  • indicação sobre como se encontra a atual disponibilidade financeira do município para a realização de evento dessa magnitude;
  • informações sobre a existência de decreto de emergência ou calamidade pública vigente

Procedimento é para apurar suposta aplicação irregular de verbas públicas (Foto: Reprodução/ Instagram)

O MPPI informou ainda que na Promotoria já existem outros procedimentos extrajudiciais sobre adoção de políticas públicas por parte da gestão municipal a fim de serem implementadas melhorias para a população de São Pedro do Piauí.

Os procedimentos tratam de situação de estradas rurais, a falta de água no Povoado Lagoa Seca, a erradicação do lixão no município de São Pedro, a regulamentação e alimentação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Gonçalo do Piauí e o requerimento de providências para a criação e implementação do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa e do Fundo Municipal da Pessoa Idosa.

O Ministério Público do Piauí instaurou um procedimento administrativo para apurar a suposta aplicação irregular de verbas públicas na contratação do show do artista Wesley Safadão, para as comemorações do aniversário da cidade de São Pedro do Piauí, em junho deste ano.

O procedimento foi instaurado pela 1ª Promotoria de Justiça de São Pedro do Piauí. De acordo com o promotor titular, Nielsen Silva Mendes Lima, a cidade passa por grande precariedade em diversos serviços primordiais.

MPPI apura irregularidades em contratação de show de Wesley Safadão no Piauí (Foto: Reprodução/ Mapio)

“O município precisa de investimentos. Saúde, educação e saneamento básico são algumas das áreas que necessitam de maior atenção por parte dos gestores”, disse o promotor de Justiça.

Entre as providências citadas na portaria de instauração do procedimento administrativo, o representante do Ministério Público requisitou:

  • informações sobre qual procedimento licitatório foi adotado para a contratação dos eventos que serão realizados no aniversário do município;
  • informações sobre como se deu a contratação do artista Wesley Safadão, se a título de prestação direta ou a título de contrapartida em convênio (em caso de contrapartida, indicar, de forma precisa, o valor total e a origem do recurso, comprovadamente);
  • dados específicos sobre como e com que valor serão custeados os gastos acessórios ao evento, tais como montagem de palco, iluminação, som recepção, hospedagem, abastecimento de veículos de artistas ou pessoal de apoio, dentre outros;
  • indicação sobre como se encontra a atual disponibilidade financeira do município para a realização de evento dessa magnitude;
  • informações sobre a existência de decreto de emergência ou calamidade pública vigente

Procedimento é para apurar suposta aplicação irregular de verbas públicas (Foto: Reprodução/ Instagram)

O MPPI informou ainda que na Promotoria já existem outros procedimentos extrajudiciais sobre adoção de políticas públicas por parte da gestão municipal a fim de serem implementadas melhorias para a população de São Pedro do Piauí.

Os procedimentos tratam de situação de estradas rurais, a falta de água no Povoado Lagoa Seca, a erradicação do lixão no município de São Pedro, a regulamentação e alimentação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Gonçalo do Piauí e o requerimento de providências para a criação e implementação do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa e do Fundo Municipal da Pessoa Idosa.