1. Editorias
  2. Política
  3. Guedes adia participação em evento para se encontrar com Bolsonaro
Publicidade

Guedes adia participação em evento para se encontrar com Bolsonaro

Guedes participaria de evento virtual da Telebrasil 2020 às 9h

O ministro Paulo Guedes (Economia) adiou nesta 3ª feira (15.set.2020) a participação em 1 evento pela manhã para se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

Guedes adia participação em evento para se encontrar com Bolsonaro (Foto:SérgioLima)

Guedes participaria de evento virtual da Telebrasil 2020 às 9h. Depois o compromisso passou para 9h30 e, por fim, adiado para 12h. A justificativa da assessoria do ciclo de debates, a mudança ocorreu por causa de “mudanças na agenda do ministro“.

Segundo à agencia Reuters, o ministro está no Palácio da Alvorada. O Ministério da Economia não divulgou a pauta do encontro entre Guedes e Bolsonaro, que acontece em meio as discussões do Renda Brasil, programa seria lançado para aglutinar diversos benefícios sociais.

Na manhã desta 3ª feira, o presidente disse que que até o final de seu mandato, em 2022, “está proibido falar a palavra Renda Brasil”. Bolsonaro afirmou que o governo federal vai manter o Bolsa Família.

O ministro Paulo Guedes (Economia) adiou nesta 3ª feira (15.set.2020) a participação em 1 evento pela manhã para se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

Guedes adia participação em evento para se encontrar com Bolsonaro (Foto:SérgioLima)

Guedes participaria de evento virtual da Telebrasil 2020 às 9h. Depois o compromisso passou para 9h30 e, por fim, adiado para 12h. A justificativa da assessoria do ciclo de debates, a mudança ocorreu por causa de “mudanças na agenda do ministro“.

Segundo à agencia Reuters, o ministro está no Palácio da Alvorada. O Ministério da Economia não divulgou a pauta do encontro entre Guedes e Bolsonaro, que acontece em meio as discussões do Renda Brasil, programa seria lançado para aglutinar diversos benefícios sociais.

Na manhã desta 3ª feira, o presidente disse que que até o final de seu mandato, em 2022, “está proibido falar a palavra Renda Brasil”. Bolsonaro afirmou que o governo federal vai manter o Bolsa Família.