1. Editorias
  2. Política
  3. TRE reconhece pesquisa de opinião que aponta vitória de Rafael Fonteles no primeiro turno
Publicidade

TRE reconhece pesquisa de opinião que aponta vitória de Rafael Fonteles no primeiro turno

Pedido judicial foi protocolado pelo Progressistas e União Brasil

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) reconheceu uma pesquisa de opinião que aponta a vitória do candidato do Partido dos Trabalhadores, Rafael Fonteles, no primeiro turno das eleições deste ano. 

TRE reconhece pesquisa de opinião que aponta vitória de Rafael Fonteles no primeiro turno (Foto: divulgação)

O pedido judicial contra o estudo foi protocolado pelo Diretório Estadual do Progressista e Diretório Estadual do União Brasil. Na ação, as legendas alegaram que Rafael Fonteles estaria se utilizando de pesquisas eleitorais para obter vantagens com propaganda extemporânea. No julgamento, o TRE-PI considerou que o pré-candidato cumpriu todas as normas da Justiça Eleitoral, não havendo, portanto, quaisquer irregularidades na divulgação da pesquisa.

A pesquisa divulgada por Rafael Fonteles e seus apoiadores no Instagram foi realizada pelo instituto Amostragem, está registrada na Justiça Eleitoral sob o nº PI-08757/2022 e indica que o petista pode vencer as eleições ainda no primeiro turno, com mais de 57% dos votos válidos.

Os autores da ação afirmaram que a pesquisa teria sido divulgada com a omissão de itens que, segundo eles, permitiam uma visão parcial dos dados, favorecendo o pré-candidato do PT. 
Ao julgar a ação, o TRE-PI entendeu que “não há que se falar em qualquer irregularidade nesse caso, visto que a Resolução TSE n.º 23.600/2019 é clara no seu direcionamento acerca dos requisitos essenciais, e a divulgação impugnada atendeu a todos eles”.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) reconheceu uma pesquisa de opinião que aponta a vitória do candidato do Partido dos Trabalhadores, Rafael Fonteles, no primeiro turno das eleições deste ano. 

TRE reconhece pesquisa de opinião que aponta vitória de Rafael Fonteles no primeiro turno (Foto: divulgação)

O pedido judicial contra o estudo foi protocolado pelo Diretório Estadual do Progressista e Diretório Estadual do União Brasil. Na ação, as legendas alegaram que Rafael Fonteles estaria se utilizando de pesquisas eleitorais para obter vantagens com propaganda extemporânea. No julgamento, o TRE-PI considerou que o pré-candidato cumpriu todas as normas da Justiça Eleitoral, não havendo, portanto, quaisquer irregularidades na divulgação da pesquisa.

A pesquisa divulgada por Rafael Fonteles e seus apoiadores no Instagram foi realizada pelo instituto Amostragem, está registrada na Justiça Eleitoral sob o nº PI-08757/2022 e indica que o petista pode vencer as eleições ainda no primeiro turno, com mais de 57% dos votos válidos.

Os autores da ação afirmaram que a pesquisa teria sido divulgada com a omissão de itens que, segundo eles, permitiam uma visão parcial dos dados, favorecendo o pré-candidato do PT. 
Ao julgar a ação, o TRE-PI entendeu que “não há que se falar em qualquer irregularidade nesse caso, visto que a Resolução TSE n.º 23.600/2019 é clara no seu direcionamento acerca dos requisitos essenciais, e a divulgação impugnada atendeu a todos eles”.