1. Editorias
  2. Saúde
  3. Fundação Municipal de Saúde recebe 2400 doses da vacina pentavalente
Publicidade

Fundação Municipal de Saúde recebe 2400 doses da vacina pentavalente

Substância estava em falta em todo o país porque um lote importado da Índia não passou no controle de qualidade Anvisa

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) recebeu hoje (08) 2400 doses da vacina pentavalente, que protege contra a difteria, tétano, coqueluche, meningite e outros tipos de infecções causadas pelo agente Haemophilus influenzae B, e Hepatite B. A vacina, que estava em falta em todo o país, estará disponível em 19 postos em diferentes zonas da cidade a partir de quinta-feira (10).

Teresina recebe 2400 doses da vacina pentavalente (Foto: divulgação)

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, o problema aconteceu devido ao lote de vacinas importado da Índia não ter passado no controle de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “As vacinas no Brasil são importadas tanto da índia como de países da Europa e no ano passado já ocorreu uma variação na qualidade da vacina, então 3,5 milhões de doses do laboratório da Índia foi retida. Elas não passaram no controle de qualidade da Anvisa, não podendo ser distribuída para os estados e municípios”, informou.

As crianças devem tomar a vacina pentavalente aos dois, quatro e seis meses de idade. “Pedimos aos pais que não deixem de levar seus filhos para serem vacinados, pois assim eles estarão protegidos contra diversas doenças, entre elas a coqueluche que tem alta letalidade para menores de seis meses de idade”, pede Amariles Borba.

Desde 2012, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) oferta a vacina pentavalente no calendário de vacinação. Para imunização da criança é necessário que o responsável apresente o cartão de vacinação do bebê. Mesmo com a mudança na aquisição da vacina, o esquema vacinal ofertado nos postos de saúde continua o mesmo.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) recebeu hoje (08) 2400 doses da vacina pentavalente, que protege contra a difteria, tétano, coqueluche, meningite e outros tipos de infecções causadas pelo agente Haemophilus influenzae B, e Hepatite B. A vacina, que estava em falta em todo o país, estará disponível em 19 postos em diferentes zonas da cidade a partir de quinta-feira (10).

Teresina recebe 2400 doses da vacina pentavalente (Foto: divulgação)

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, o problema aconteceu devido ao lote de vacinas importado da Índia não ter passado no controle de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “As vacinas no Brasil são importadas tanto da índia como de países da Europa e no ano passado já ocorreu uma variação na qualidade da vacina, então 3,5 milhões de doses do laboratório da Índia foi retida. Elas não passaram no controle de qualidade da Anvisa, não podendo ser distribuída para os estados e municípios”, informou.

As crianças devem tomar a vacina pentavalente aos dois, quatro e seis meses de idade. “Pedimos aos pais que não deixem de levar seus filhos para serem vacinados, pois assim eles estarão protegidos contra diversas doenças, entre elas a coqueluche que tem alta letalidade para menores de seis meses de idade”, pede Amariles Borba.

Desde 2012, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) oferta a vacina pentavalente no calendário de vacinação. Para imunização da criança é necessário que o responsável apresente o cartão de vacinação do bebê. Mesmo com a mudança na aquisição da vacina, o esquema vacinal ofertado nos postos de saúde continua o mesmo.