1. Editorias
  2. Saúde
  3. Sesapi pretende vacinar 187 mil piauienses na primeira fase de imunização contra a covid-19
Publicidade

Sesapi pretende vacinar 187 mil piauienses na primeira fase de imunização contra a covid-19

Entrega de seringas e agulhas será feita de acordo com as etapas de vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde afirmou nesta quarta-feira (13) que pretende vacinar 187 mil piauienses na primeira fase de imunização contra a covid-19. Os grupos prioritários são os trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 80 anos e população entre 75 e 79 anos.

Sesapi pretende vacinar mais de 180 mil piauienses contra a covid-19 (Foto: Tânia Rego / Agência Brasil)

A Sesapi destacou que iniciará a distribuição de mais de 200 mil seringas e agulhas. A entrega será feita de acordo com as etapas de vacinação. Segundo o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães, as seringas e agulhadas serão entregues em todos os territórios de saúde e deve ficar a cargo das Regionais de Saúde a entrega aos municípios. 

“Até sábado (16) vamos entregar as seringas e agulhas, da primeira etapa, nas dezesseis centrais de frios espalhadas pelo Piauí. Nosso intuito é deixar toda rede pronta para a chegada da vacina. Assim que chegar na rede de frios cada cidade pegará seu lote de acordo com o seu público alvo, algo que já acontece com outras campanhas de vacinação. Todos os nossos municípios já estarão com seus insumos garantidos para que no momento em que a vacina chegar ao nosso estado, façamos apenas a entrega delas, para que assim possamos fazer de forma célere a imunização de cada cidadão do público alvo”, explicou. 

Entrega de seringas e agulhas será feita de acordo com as etapas de vacinação (Foto: divulgação)

A expectativa do Governo do Piauí é começar a vacinação ainda nos primeiros meses de 2021, assim que os imunizantes forem liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

“Até o dia 20 de janeiro é possível à autorização da vacina no Brasil. Como já tem vacinas no país, contrato de compra e plano nacional de imunização, eu creio que cinco dias após a autorização possamos começar a vacinar em todo o Brasil, garantindo a distribuição e qualificação. Acredito que na próxima semana teremos uma data definida para o início da vacinação e um cronograma para imunização do povo brasileiro”, explicou o governador Wellington Dias. 

Como será o processo? 

De acordo com a Sesapi, para ter acesso à vacina o cidadão que faz parte do público alvo de cada etapa precisará do seu cartão de vacina. Os que não possuem o cartão não precisam se preocupar, basta se apresentar com um documento de identificação nos postos de vacinação e receber o imunizante. 

Secretaria de Saúde inicia distribuição de seringas e agulhas (Foto: divulgação)

“Pedimos que a população procure os postos de saúde, quando a vacina estiver disponível, que o público faça a vacina, para que possamos diminuir a transmissibilidade do vírus e assim retomar nossa normalidade”, relatou Herlon Guimarães. 

Rede de Frios 

A secretaria pontuou ainda que desde o início da pandemia está preparando sua rede de frios para o recebimento dos imunobiológicos que ajudarão na imunização contra o coronavírus. “Nós temos uma rede de frios que abastece todos os 224 municípios piauienses. São 16 centrais espalhadas por todos os territórios, que realizam um trabalham em todas as campanhas de imunização. O Brasil é um país de referência quando o assunto é vacinação”, finalizou o superintendente.

*Com informações da Sesapi 

Matéria relacionada: 

Wellington Dias afirma que vacinação contra a covid-19 deverá iniciar em 25 de janeiro no Piauí

A Secretaria de Estado da Saúde afirmou nesta quarta-feira (13) que pretende vacinar 187 mil piauienses na primeira fase de imunização contra a covid-19. Os grupos prioritários são os trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 80 anos e população entre 75 e 79 anos.

Sesapi pretende vacinar mais de 180 mil piauienses contra a covid-19 (Foto: Tânia Rego / Agência Brasil)

A Sesapi destacou que iniciará a distribuição de mais de 200 mil seringas e agulhas. A entrega será feita de acordo com as etapas de vacinação. Segundo o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães, as seringas e agulhadas serão entregues em todos os territórios de saúde e deve ficar a cargo das Regionais de Saúde a entrega aos municípios. 

“Até sábado (16) vamos entregar as seringas e agulhas, da primeira etapa, nas dezesseis centrais de frios espalhadas pelo Piauí. Nosso intuito é deixar toda rede pronta para a chegada da vacina. Assim que chegar na rede de frios cada cidade pegará seu lote de acordo com o seu público alvo, algo que já acontece com outras campanhas de vacinação. Todos os nossos municípios já estarão com seus insumos garantidos para que no momento em que a vacina chegar ao nosso estado, façamos apenas a entrega delas, para que assim possamos fazer de forma célere a imunização de cada cidadão do público alvo”, explicou. 

Entrega de seringas e agulhas será feita de acordo com as etapas de vacinação (Foto: divulgação)

A expectativa do Governo do Piauí é começar a vacinação ainda nos primeiros meses de 2021, assim que os imunizantes forem liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

“Até o dia 20 de janeiro é possível à autorização da vacina no Brasil. Como já tem vacinas no país, contrato de compra e plano nacional de imunização, eu creio que cinco dias após a autorização possamos começar a vacinar em todo o Brasil, garantindo a distribuição e qualificação. Acredito que na próxima semana teremos uma data definida para o início da vacinação e um cronograma para imunização do povo brasileiro”, explicou o governador Wellington Dias. 

Como será o processo? 

De acordo com a Sesapi, para ter acesso à vacina o cidadão que faz parte do público alvo de cada etapa precisará do seu cartão de vacina. Os que não possuem o cartão não precisam se preocupar, basta se apresentar com um documento de identificação nos postos de vacinação e receber o imunizante. 

Secretaria de Saúde inicia distribuição de seringas e agulhas (Foto: divulgação)

“Pedimos que a população procure os postos de saúde, quando a vacina estiver disponível, que o público faça a vacina, para que possamos diminuir a transmissibilidade do vírus e assim retomar nossa normalidade”, relatou Herlon Guimarães. 

Rede de Frios 

A secretaria pontuou ainda que desde o início da pandemia está preparando sua rede de frios para o recebimento dos imunobiológicos que ajudarão na imunização contra o coronavírus. “Nós temos uma rede de frios que abastece todos os 224 municípios piauienses. São 16 centrais espalhadas por todos os territórios, que realizam um trabalham em todas as campanhas de imunização. O Brasil é um país de referência quando o assunto é vacinação”, finalizou o superintendente.

*Com informações da Sesapi 

Matéria relacionada: 

Wellington Dias afirma que vacinação contra a covid-19 deverá iniciar em 25 de janeiro no Piauí