1. Editorias
  2. Saúde
  3. Novo lote com 96 mil doses de vacinas contra covid-19 chega ao Piauí
Publicidade

Novo lote com 96 mil doses de vacinas contra covid-19 chega ao Piauí

Com os imunizantes, estado vai iniciar vacinação de pessoas com comorbidades e gestantes

O Piauí recebeu, na tarde desta segunda-feira (03), 96.850 doses das vacinas para combater a Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde, com esses imunizantes o estado dará início a vacinação do grupo de comorbidades, gestantes e puérperas.

Novo lote com 96 mil doses de vacinas contra covid-19 chega ao Piauí (Foto: divulgação Sesapi)

Entre as vacinas que chegaram há 5.850 dos imunizantes da Pfizer, que de acordo com a determinação do Ministério da Saúde, serão entregues ao município de Teresina. Esse quantitativo corresponde a primeira dose da vacina e proporcionará continuidade das etapas de vacinação do município. Os imunizantes virão em embalagens específicas para a garantia da temperatura negativa entre -25° e -15° graus.

As vacinas serão entregues em bandejas de 1.170 doses e deverão ser diluídas com soro de 0.90ml. A dose a ser administrada é de 0.3ml. Após a diluição, o total de doses deverá ser utilizado em seis horas e conservados em temperatura de 2° a 8° graus. O intervalo entre a primeira e segunda dose da Pfizer é de 21 dias.

Nesta 16ª remessa também estão inclusas 91 mil doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz que serão disponibilizadas para 13.6% do grupo de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e as pessoas com deficiências permanentes (54.912 doses). Os imunizantes também serão destinados à 21% dos idosos de 60 a 64 anos (26.980 doses).

Com os imunizantes, estado vai iniciar vacinação de pessoas com comorbidades e gestantes (Foto: Sesapi)

Os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, nesta primeira fase de vacinação de comorbidades, e que serão adotados pelo Piauí, determinam a vacinação proporcional, de acordo com as doses disponibilizadas dos seguintes grupos:

  • Pessoas com Síndrome de Down, independente da idade (18 a 59 anos);
  • Gestantes e puérperas com comorbidades, independente da idade (18 a 59 anos); 
  • Pessoas com comorbidades, de 55 a 59 anos;
  • Pessoas com deficiências permanentes, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 55 a 59 anos.

O Piauí recebeu, na tarde desta segunda-feira (03), 96.850 doses das vacinas para combater a Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde, com esses imunizantes o estado dará início a vacinação do grupo de comorbidades, gestantes e puérperas.

Novo lote com 96 mil doses de vacinas contra covid-19 chega ao Piauí (Foto: divulgação Sesapi)

Entre as vacinas que chegaram há 5.850 dos imunizantes da Pfizer, que de acordo com a determinação do Ministério da Saúde, serão entregues ao município de Teresina. Esse quantitativo corresponde a primeira dose da vacina e proporcionará continuidade das etapas de vacinação do município. Os imunizantes virão em embalagens específicas para a garantia da temperatura negativa entre -25° e -15° graus.

As vacinas serão entregues em bandejas de 1.170 doses e deverão ser diluídas com soro de 0.90ml. A dose a ser administrada é de 0.3ml. Após a diluição, o total de doses deverá ser utilizado em seis horas e conservados em temperatura de 2° a 8° graus. O intervalo entre a primeira e segunda dose da Pfizer é de 21 dias.

Nesta 16ª remessa também estão inclusas 91 mil doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz que serão disponibilizadas para 13.6% do grupo de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e as pessoas com deficiências permanentes (54.912 doses). Os imunizantes também serão destinados à 21% dos idosos de 60 a 64 anos (26.980 doses).

Com os imunizantes, estado vai iniciar vacinação de pessoas com comorbidades e gestantes (Foto: Sesapi)

Os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, nesta primeira fase de vacinação de comorbidades, e que serão adotados pelo Piauí, determinam a vacinação proporcional, de acordo com as doses disponibilizadas dos seguintes grupos:

  • Pessoas com Síndrome de Down, independente da idade (18 a 59 anos);
  • Gestantes e puérperas com comorbidades, independente da idade (18 a 59 anos); 
  • Pessoas com comorbidades, de 55 a 59 anos;
  • Pessoas com deficiências permanentes, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), de 55 a 59 anos.