1. Editorias
  2. Tecnologia
  3. Polícia Militar do Piauí lança aplicativo para aproximar a Segurança Pública da população
Publicidade

Polícia Militar do Piauí lança aplicativo para aproximar a Segurança Pública da população

Com o aplicativo é possível registrar emergência, acionar botão de pânico e acessar outros serviços

Com o objetivo de acionar a polícia de forma mais rápida e efetiva, foi lançado nesta segunda-feira (17) no auditório do Quartel do Comando Geral (QCG), o aplicativo PMPI Cidadão possui as funcionalidades de enviar a localização precisa de ocorrências, fotos, vídeos e áudios sobre incidentes. Ademais, é possível registrar emergências, acionar botão de pânico de violência doméstica e ter acesso aos inúmeros serviços prestados pela Polícia Militar.

Com o aplicativo é possível registrar emergência, acionar botão de pânico e acessar outros serviços (Foto: divulgação)

“Temos trabalhado muito com a tecnologia e esse é mais um aplicativo que vem para somar aos canais de comunicação que já existem. Ele tem várias funcionalidades importantes, principalmente o fato de gerar uma ocorrência que será georrefernciada, portanto, o policial que estiver mais próximo será imediatamente acionado para atender tal ocorrência. Esperamos a adesão da população, uma vez que todo cidadão está propenso a passar por alguma situação de risco”, informou o secretário da segurança Fábio Abreu.

Lindomar Castilho, comandante da PM-PI (Foto: Ascom / divulgação)

De acordo com o comandante da PM-PI, Lindomar Castilho, o Piauí é o estado que vem avançado cada dia mais em tecnologia de segurança pública, ficando atrás apenas de Santa Catarina. O PMPI Cidadão chega nesse contexto para complementar ainda mais a plataforma digital às ocorrências para reforçar a relação da segurança pública com as plataformas digitais.

O evento de apresentação do aplicativo que ocorreu no auditório do Quartel do Comando Geral contou presença do Governador do Estado do Piauí, Wellington Dias, reforçou a importância da tecnologia para fortalecer a atuação da segurança pública. 

Polícia Militar do Piauí lança aplicativo para aproximar a Segurança Pública da população (Foto: divulgação)

“Temos utilizado e criado muitas ferramentas tecnológicas, tais como o aplicativo Salve Maria, que permite que mulheres vítimas de agressão ajam rapidamente acionando a polícia, além da modernização do registro de boletins de ocorrência, podendo o policial fazê-los de onde estiver. Hoje damos mais um passo para facilitar a vida da população que precisa dos serviços da PM. Seguimos em um caminho de redução de homicídios e essas iniciativas são muito importantes para que possamos avançar”, afirmou o governador.

Sobre 

Para utilizar os serviços é necessário ter um dispositivo móvel com sistemas operacionais Android ou IOS, com tecnologia de dados móveis/Wi-Fi e GPS. Quem baixar o App não precisará falar com um atendente, apenas registrar ou enviar os dados para a Polícia Militar, o que permite que pessoas com deficiência auditiva e palatal possam utilizar perfeitamente o o PMPI Cidadão.

É preciso também realizar um cadastro prévio e aceitar a política de privacidade e segurança da informação. Os dados enviados no aplicativo serão usados apenas pela Polícia Militar. Todos os dados enviados são sigilosos e as ocorrências serão atendidas de acordo com a gravidade. Ao final do atendimento, o cidadão ainda pode fazer uma avaliação dos serviços prestados pelos policiais.

Com o objetivo de acionar a polícia de forma mais rápida e efetiva, foi lançado nesta segunda-feira (17) no auditório do Quartel do Comando Geral (QCG), o aplicativo PMPI Cidadão possui as funcionalidades de enviar a localização precisa de ocorrências, fotos, vídeos e áudios sobre incidentes. Ademais, é possível registrar emergências, acionar botão de pânico de violência doméstica e ter acesso aos inúmeros serviços prestados pela Polícia Militar.

Com o aplicativo é possível registrar emergência, acionar botão de pânico e acessar outros serviços (Foto: divulgação)

“Temos trabalhado muito com a tecnologia e esse é mais um aplicativo que vem para somar aos canais de comunicação que já existem. Ele tem várias funcionalidades importantes, principalmente o fato de gerar uma ocorrência que será georrefernciada, portanto, o policial que estiver mais próximo será imediatamente acionado para atender tal ocorrência. Esperamos a adesão da população, uma vez que todo cidadão está propenso a passar por alguma situação de risco”, informou o secretário da segurança Fábio Abreu.

Lindomar Castilho, comandante da PM-PI (Foto: Ascom / divulgação)

De acordo com o comandante da PM-PI, Lindomar Castilho, o Piauí é o estado que vem avançado cada dia mais em tecnologia de segurança pública, ficando atrás apenas de Santa Catarina. O PMPI Cidadão chega nesse contexto para complementar ainda mais a plataforma digital às ocorrências para reforçar a relação da segurança pública com as plataformas digitais.

O evento de apresentação do aplicativo que ocorreu no auditório do Quartel do Comando Geral contou presença do Governador do Estado do Piauí, Wellington Dias, reforçou a importância da tecnologia para fortalecer a atuação da segurança pública. 

Polícia Militar do Piauí lança aplicativo para aproximar a Segurança Pública da população (Foto: divulgação)

“Temos utilizado e criado muitas ferramentas tecnológicas, tais como o aplicativo Salve Maria, que permite que mulheres vítimas de agressão ajam rapidamente acionando a polícia, além da modernização do registro de boletins de ocorrência, podendo o policial fazê-los de onde estiver. Hoje damos mais um passo para facilitar a vida da população que precisa dos serviços da PM. Seguimos em um caminho de redução de homicídios e essas iniciativas são muito importantes para que possamos avançar”, afirmou o governador.

Sobre 

Para utilizar os serviços é necessário ter um dispositivo móvel com sistemas operacionais Android ou IOS, com tecnologia de dados móveis/Wi-Fi e GPS. Quem baixar o App não precisará falar com um atendente, apenas registrar ou enviar os dados para a Polícia Militar, o que permite que pessoas com deficiência auditiva e palatal possam utilizar perfeitamente o o PMPI Cidadão.

É preciso também realizar um cadastro prévio e aceitar a política de privacidade e segurança da informação. Os dados enviados no aplicativo serão usados apenas pela Polícia Militar. Todos os dados enviados são sigilosos e as ocorrências serão atendidas de acordo com a gravidade. Ao final do atendimento, o cidadão ainda pode fazer uma avaliação dos serviços prestados pelos policiais.