1. Colunas
  2. Cine Vício
  3. Grande Poirot
Publicidade

Grande Poirot

Kenneth Branagh foi uma sensação nos saudosos anos 90. O cara era o maior intérprete dos filmes baseados em Shakespeare e não errava: Henrique IV de 1989  Muito Barulho Por Nada do ano de 1993,  Othello de 1995 e Hamlet de 1996 com Charlton Heston.  

Depois disso, ele sumiu e fez filme de herói, foi um vilão até mais ou menos em Tenet e agora vejo uma ressurreição nele como Hercule Poirot em Morte no Nilo.

Bom explicar pro meu filho Heitor que Poirot, criação de Agatha Christie, sempre foi uma espécie de detetive mais cerebral, um pouco diferente do meu predileto Sherlock Holmes e o espetacular Cão dos Baskervilles e do filme Assassinato por Decreto.

Baixinho, gordo e impecável na solução dos casos, aqui Poirot se depara com um caso da morte de uma herdeira no meio de uma viagem pelo Rio Nilo no Egito, África. Antes, ele arrebentava em Assassinato no Expresso Oriente que foi o filme que antecedeu este aqui.
       
A trama é meio óbvia mas é massa ver um filmE passado nos anos 30 com paisagem bela e uma trama nostálgica (sei, gosto mesmo de filme antigo). Gal Gadot realmente é a mulher mais bela do cinema atual e o filme é ótimo para uma tarde se você estiver gripado. Recomendo.

Kenneth Branagh foi uma sensação nos saudosos anos 90. O cara era o maior intérprete dos filmes baseados em Shakespeare e não errava: Henrique IV de 1989  Muito Barulho Por Nada do ano de 1993,  Othello de 1995 e Hamlet de 1996 com Charlton Heston.  

Depois disso, ele sumiu e fez filme de herói, foi um vilão até mais ou menos em Tenet e agora vejo uma ressurreição nele como Hercule Poirot em Morte no Nilo.

Bom explicar pro meu filho Heitor que Poirot, criação de Agatha Christie, sempre foi uma espécie de detetive mais cerebral, um pouco diferente do meu predileto Sherlock Holmes e o espetacular Cão dos Baskervilles e do filme Assassinato por Decreto.

Baixinho, gordo e impecável na solução dos casos, aqui Poirot se depara com um caso da morte de uma herdeira no meio de uma viagem pelo Rio Nilo no Egito, África. Antes, ele arrebentava em Assassinato no Expresso Oriente que foi o filme que antecedeu este aqui.
       
A trama é meio óbvia mas é massa ver um filmE passado nos anos 30 com paisagem bela e uma trama nostálgica (sei, gosto mesmo de filme antigo). Gal Gadot realmente é a mulher mais bela do cinema atual e o filme é ótimo para uma tarde se você estiver gripado. Recomendo.

O Espetacular Guerra das Flechas Buffo é bom policial brasileiro