1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí
Publicidade

Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí

Substância foi registrada em todo o litoral nordestino e não é de origem brasileira

A Gerência de Fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) afirmou na tarde desta quinta-feira (10) que poderá interditar as praias no Piauí onde foram registradas manchas de óleo nas últimas semanas.

Mancha de óleo encontrada em praia de Luís Correia( Foto: divulgação Semar) 

A informação foi confirmada por Renato Nogueira, gerente de fiscalização da Semar, que ainda orientou aos banhistas que antes de ir à praia verifiquem se já houve registro de aparecimento de manchas de óleo no local a ser visitado. 

“A Semar tem realizado o monitoramento quanto à presença do óleo nas praias do Piauí, mas inicialmente orientamos para aquelas pessoas que desejam utilizar a praia que verifiquem se tem alguma ocorrência de mancha de óleo, caso tenha é recomendando que o banhista não utilize o mar e se mantenha distante da mancha, por que se trata de um produto perigoso, que pode causar reações alérgicas”, afirma o gerente de fiscalização. 

O trabalho de monitoramento das ocorrências de manchas de óleo no litoral piauiense iniciou nesta quinta-feira (10). 

“Iremos tomar as medidas cabíveis sobre coleta e a destinação correta desse resíduo, avaliando a necessidade ou não de interdição de alguma área para garantir a balneabilidade das praias e a fixação de placas restritivas”, declara Renato Nogueira.

Mancha de óleo encontra entre pedras na praia de Luís Correia( Foto: divulgação Semar) 

Ainda de acordo com o gerente de fiscalização, a Semar trabalha com diversos parceiros com georreferenciamento desses locais, quantificando os danos ambientais provocados e verificando se têm animais ou moradores afetados pelo óleo. 

“Inicialmente, auditores fiscais da Semar irão a campo fazer o levantamento para indicação georreferenciada das manchas de óleo. A partir desse mapeamento será possível avaliar a dimensão do impacto dessa substância no litoral”, ressalta. 

Fiscalização da Semar em Cajueiro da Praia( Foto: divulgação Semar) 

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves. 

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais

A Gerência de Fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) afirmou na tarde desta quinta-feira (10) que poderá interditar as praias no Piauí onde foram registradas manchas de óleo nas últimas semanas.

ddd

Mancha de óleo encontrada em praia de Luís Correia( Foto: divulgação Semar) 

A informação foi confirmada por Renato Nogueira, gerente de fiscalização da Semar, que ainda orientou aos banhistas que antes de ir à praia verifiquem se já houve registro de aparecimento de manchas de óleo no local a ser visitado. 

“A Semar tem realizado o monitoramento quanto à presença do óleo nas praias do Piauí, mas inicialmente orientamos para aquelas pessoas que desejam utilizar a praia que verifiquem se tem alguma ocorrência de mancha de óleo, caso tenha é recomendando que o banhista não utilize o mar e se mantenha distante da mancha, por que se trata de um produto perigoso, que pode causar reações alérgicas”, afirma o gerente de fiscalização. 

O trabalho de monitoramento das ocorrências de manchas de óleo no litoral piauiense iniciou nesta quinta-feira (10). 

“Iremos tomar as medidas cabíveis sobre coleta e a destinação correta desse resíduo, avaliando a necessidade ou não de interdição de alguma área para garantir a balneabilidade das praias e a fixação de placas restritivas”, declara Renato Nogueira.

ddd

Mancha de óleo encontra entre pedras na praia de Luís Correia( Foto: divulgação Semar) 

Ainda de acordo com o gerente de fiscalização, a Semar trabalha com diversos parceiros com georreferenciamento desses locais, quantificando os danos ambientais provocados e verificando se têm animais ou moradores afetados pelo óleo. 

“Inicialmente, auditores fiscais da Semar irão a campo fazer o levantamento para indicação georreferenciada das manchas de óleo. A partir desse mapeamento será possível avaliar a dimensão do impacto dessa substância no litoral”, ressalta. 

ddd

Fiscalização da Semar em Cajueiro da Praia( Foto: divulgação Semar) 

Entenda o caso 

A substância escura, oleosa e de forte odor já atingiu 54 cidades do litoral nordestino desde o dia 02 de setembro. Há informações de que essas manchas, encontradas em 113 praias, já mataram tartarugas e aves. 

O comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamin Dante Rodrigues Duarte, destacou ao Portal AZ que, além da Praia do Arrombado, a substância foi achada em Atalaia, Praia do Coqueiro, Pedra do Sal, Peito de Moça e Cajueiro da Praia no estado. 

Matérias relacionadas:

Marinha investiga mancha de óleo encontrada na área do Delta do Parnaíba    

Marinha identifica origem de manchas encontradas no Delta do Parnaíba

Manchas de óleo atingem praia no Piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Manchas de óleo atingem mais cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambientais