1. Editorias
  2. Saúde
  3. Estagiários da educação não são incluídos na vacinação contra covid-19 em Teresina
Publicidade

Estagiários da educação não são incluídos na vacinação contra covid-19 em Teresina

Sinepe vai entrar com recurso para inclusão dos estudantes

Os estagiários da educação protestaram nas redes sociais a respeito da não inclusão da categoria na prioridade da vacinação contra a covid-19 em Teresina. Trabalhadores da área começaram a ser vacinados nesta quinta-feira (10) na capital. 

Estagiários da educação não são incluídos na vacinação contra covid-19 em Teresina (Foto: divulgação)

Em postagem nas redes sociais, a Prefeitura de Teresina informou que os estagiários da educação não serão contemplados com as doses. Ao Portal AZ, o estagiário da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Lucas Martins, relatou que desde fevereiro deste ano os estudantes tiveram seus contratos suspensos, quando na verdade teriam de ser renovados pelo órgão. Na época, os estagiários não receberam aviso prévio sobre a decisão.

Nas redes privadas, os estudantes continuam trabalhando, de forma presencial. Principalmente os de cursos da educação básica. Conforme Lucas, no ato do processo de vacinação, eles não são reconhecidos como profissionais da educação. 

"Passam o mesmo tempo do professor, entram em contato com alunos e pais de alunos, é um risco coletivo, para estagiários e toda comunidade escolar, seus familiares. É muito frustrante", declarou. 

Sinepe vai entrar com recurso para incluir estagiários

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (Sinepe), Marcelo Siqueira, informou ao Portal AZ que vai entrar com recursos para a inclusão dos estagiários da educação na fila de vacinação. Os dados serão encaminhados para o Ministério Público do Piauí e a Fundação Municipal de Saúde (FMS). 

Aos órgãos, serão enviados os quantitativos de estagiários da educação que trabalham na rede privada, filiados e não filiados, para provocar a inclusão dos estudantes. "Uma vez que estão dentro da escola, fazem parte como profissionais. Iremos levar essa demanda e fazer com que haja inclusão dos estagiários", contou.  

Repercusão na internet

Mais de 200 comentários foram realizados na publicação até o fechamento desta reportagem. Professores, estagiários e outros profissionais criticaram o posicionamento da Fundação Municipal de Saúde. 

Publicação causou revolta nas redes sociais (Foto: divulgação)

Um usuário declarou: "Que vacilo, hein? Estagiários frequentam o mesmo ambiente escolar que os demais e vão retornar quando os efetivos retornarem". 

Outra usuária criticou a publicação e disse não entender o critério para que estudantes não sejam incluídos no grupo vacinal. 

"É deprimente abrir meu Instagram e ler uma coisa dessas. Desumano demais não incluir estagiários que estão na mesma condição de risco que o professor. Não entendo o sentido de estagiário não ser funcionário da educação".

"Ridículo, vários estagiários de outras áreas e inclusive estagiários de educação da área PRIVADA tomaram a vacina. Pq barrar estagiários de educação da área pública?", disse outra usuária. 

"Com que base legal vcs excluem os estagiários e residentes da categoria de profissional da educação? Quem vai se responsabilizar caso esses profissionais se infectem?", indagou outro estagiário. 

FMS anuncia vacinação para professores 

Os trabalhadores da educação, com idade de 40 e 59 anos, devem ser vacinados contra a covid-19 nesta quinta-feira (10) em Teresina. A Fundação Municipal de Saúde montará oitos pontos de drive-thru. A vacinação ocorrerá das 9h às 17h. 

Categoria começou a ser vacinada nesta quinta-feira (Foto: divulgação)

Não será necessário agendamento e atendimento será feito para pessoas que forem em veículos ou a pé. Esse público receberá a vacina do laboratório Astrazeneca, produzida em parceria com a Universidade de Oxford e a Fiocruz.

Nesta sexta-feira (11), a vacinação prossegue nos trabalhadores da educação com idades entre 18 e 39 anos. O grupo engloba professores e funcionários de instituições públicas e privadas, do ensino básico, médio e superior. 

Matéria relacionada:

Trabalhadores da educação serão vacinados contra a covid-19 a partir desta quinta

Os estagiários da educação protestaram nas redes sociais a respeito da não inclusão da categoria na prioridade da vacinação contra a covid-19 em Teresina. Trabalhadores da área começaram a ser vacinados nesta quinta-feira (10) na capital. 

Estagiários da educação não são incluídos na vacinação contra covid-19 em Teresina (Foto: divulgação)

Em postagem nas redes sociais, a Prefeitura de Teresina informou que os estagiários da educação não serão contemplados com as doses. Ao Portal AZ, o estagiário da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Lucas Martins, relatou que desde fevereiro deste ano os estudantes tiveram seus contratos suspensos, quando na verdade teriam de ser renovados pelo órgão. Na época, os estagiários não receberam aviso prévio sobre a decisão.

Nas redes privadas, os estudantes continuam trabalhando, de forma presencial. Principalmente os de cursos da educação básica. Conforme Lucas, no ato do processo de vacinação, eles não são reconhecidos como profissionais da educação. 

"Passam o mesmo tempo do professor, entram em contato com alunos e pais de alunos, é um risco coletivo, para estagiários e toda comunidade escolar, seus familiares. É muito frustrante", declarou. 

Sinepe vai entrar com recurso para incluir estagiários

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (Sinepe), Marcelo Siqueira, informou ao Portal AZ que vai entrar com recursos para a inclusão dos estagiários da educação na fila de vacinação. Os dados serão encaminhados para o Ministério Público do Piauí e a Fundação Municipal de Saúde (FMS). 

Aos órgãos, serão enviados os quantitativos de estagiários da educação que trabalham na rede privada, filiados e não filiados, para provocar a inclusão dos estudantes. "Uma vez que estão dentro da escola, fazem parte como profissionais. Iremos levar essa demanda e fazer com que haja inclusão dos estagiários", contou.  

Repercusão na internet

Mais de 200 comentários foram realizados na publicação até o fechamento desta reportagem. Professores, estagiários e outros profissionais criticaram o posicionamento da Fundação Municipal de Saúde. 

Publicação causou revolta nas redes sociais (Foto: divulgação)

Um usuário declarou: "Que vacilo, hein? Estagiários frequentam o mesmo ambiente escolar que os demais e vão retornar quando os efetivos retornarem". 

Outra usuária criticou a publicação e disse não entender o critério para que estudantes não sejam incluídos no grupo vacinal. 

"É deprimente abrir meu Instagram e ler uma coisa dessas. Desumano demais não incluir estagiários que estão na mesma condição de risco que o professor. Não entendo o sentido de estagiário não ser funcionário da educação".

"Ridículo, vários estagiários de outras áreas e inclusive estagiários de educação da área PRIVADA tomaram a vacina. Pq barrar estagiários de educação da área pública?", disse outra usuária. 

"Com que base legal vcs excluem os estagiários e residentes da categoria de profissional da educação? Quem vai se responsabilizar caso esses profissionais se infectem?", indagou outro estagiário. 

FMS anuncia vacinação para professores 

Os trabalhadores da educação, com idade de 40 e 59 anos, devem ser vacinados contra a covid-19 nesta quinta-feira (10) em Teresina. A Fundação Municipal de Saúde montará oitos pontos de drive-thru. A vacinação ocorrerá das 9h às 17h. 

Categoria começou a ser vacinada nesta quinta-feira (Foto: divulgação)

Não será necessário agendamento e atendimento será feito para pessoas que forem em veículos ou a pé. Esse público receberá a vacina do laboratório Astrazeneca, produzida em parceria com a Universidade de Oxford e a Fiocruz.

Nesta sexta-feira (11), a vacinação prossegue nos trabalhadores da educação com idades entre 18 e 39 anos. O grupo engloba professores e funcionários de instituições públicas e privadas, do ensino básico, médio e superior. 

Matéria relacionada:

Trabalhadores da educação serão vacinados contra a covid-19 a partir desta quinta