1. Editorias
  2. Justiça
  3. Desembargador manda prender novamente quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína
Publicidade

Desembargador manda prender novamente quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína

Investigados foram soltos pelo desembargador José de Ribamar Oliveira

O desembargador Joaquim Santana, da 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, revogou a decisão do desembargador José Ribamar Oliveira que determinou a soltura de André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Vagner Farabote Leite e Alexandro Vilela de Oliveira, presos pela Polícia Civil com uma tonelada de cocaína e duas aeronaves, em Timon, no dia 10 de dezembro. 

Desembargador manda prender novamente quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína (Foto: Victória Régia/Portal AZ)

Na decisão, o magistrado não considerou nenhuma ilegalidade, abuso de poder ou teratologia patentes a justificar a liminar vindicada e por isso indeferiu o pedido liminar e determinou o cumprimento de mandado de prisão contra os acusados. 

“Ao que tudo indica, o envolvimento dos três autuados crime o tráfico de drogas, bem como o animus associativo estão demonstrados, ao menos nesse momento pelo caderno investigativo, uma vez que os acusados agiam em conjunto, de forma permanente e estável, em vários endereços, sendo encontrado em um destes, uma enorme quantidade de drogas”, declarou o desembargador.

Aeronaves apreendidas na Operação (Foto: Divulgação / SSP-PI)

O desembargador Joaquim Santana considerou também que a “ausência de antecedentes criminais não impede a decretação da prisão preventiva, caso estejam presentes outros requisitos de ordem objetiva e subjetiva que autorizem a decretação da media extrema, notadamente, no caso concreto, em que foi apreendida uma tonelada de cocaína, aeronaves, veículos e outros, que indicam a atuação de "poderosa" organização criminosa, com possibilidade de tráfico de drogas transnacional”, afirmou. 

Entenda o caso

O desembargador José de Ribamar Oliveira, de plantão no dia 26 de dezembro, no Tribunal de Justiça do Piauí, determinou a soltura de André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Vagner Farabote Leite e Alexandro Vilela de Oliveira, presos pela Polícia Civíl com uma tonelada de cocaína e duas aeronaves, em Timon, no dia 10 de dezembro.  

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado do Piauí (GRECO) apreendeu no dia 10 de dezembro uma tonelada de cocaína, quatro veículos e duas aeronaves em Teresina. A droga, avaliada em cerca de R$ 25 milhões, foi localizada em dois pontos da cidade.

Droga apreendida durante a operação em dezembro de 2019 (Foto: Victória Régia / Portal AZ)

De acordo com informações do secretário de segurança, Fábio Abreu, a polícia efetuou a prisão de sete pessoas, dentre elas, um piauiense nascido no município de São João da Serra.

“Foram presas sete pessoas, três pilotos de aeronaves e os outros integrantes estavam acompanhando para fazer a logística de locação de um sítio na cidade. Alguns presos são de locais diferentes. Alguns são do Pará, outros de Pernambuco e também da Bahia. Nós temos também um piauiense que na verdade morava no Pará, mas que é daqui do estado”, explica o secretário.

André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Alexandre Vagner Ferraz e Renato Solon Gondim Magalhães são pilotos de avião. Já o preso Vagner Farabote Leite pilotava helicóptero e Alexandro Vilela de Oliveira junto com o piauiense João da Cruz Marques dos Prazeres resolviam as locações de lugares para hospedagem.

Matérias relacionadas:

MP volta a pedir prisão de quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína

Desembargador rejeita pedido para revogar liminar que soltou integrantes da quadrilha da cocaína    

Desembargador manda soltar presos com helicóptero e quase uma tonelada de cocaína

Desembargador explica as razões que levaram à soltura de suspeitos presos com cocaína e helicóptero

MP solicita manutenção de prisões de suspeitos flagrados com mais de uma tonelada de cocaína

O desembargador Joaquim Santana, da 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, revogou a decisão do desembargador José Ribamar Oliveira que determinou a soltura de André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Vagner Farabote Leite e Alexandro Vilela de Oliveira, presos pela Polícia Civil com uma tonelada de cocaína e duas aeronaves, em Timon, no dia 10 de dezembro. 

Desembargador manda prender novamente quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína (Foto: Victória Régia/Portal AZ)

Na decisão, o magistrado não considerou nenhuma ilegalidade, abuso de poder ou teratologia patentes a justificar a liminar vindicada e por isso indeferiu o pedido liminar e determinou o cumprimento de mandado de prisão contra os acusados. 

“Ao que tudo indica, o envolvimento dos três autuados crime o tráfico de drogas, bem como o animus associativo estão demonstrados, ao menos nesse momento pelo caderno investigativo, uma vez que os acusados agiam em conjunto, de forma permanente e estável, em vários endereços, sendo encontrado em um destes, uma enorme quantidade de drogas”, declarou o desembargador.

Aeronaves apreendidas na Operação (Foto: Divulgação / SSP-PI)

O desembargador Joaquim Santana considerou também que a “ausência de antecedentes criminais não impede a decretação da prisão preventiva, caso estejam presentes outros requisitos de ordem objetiva e subjetiva que autorizem a decretação da media extrema, notadamente, no caso concreto, em que foi apreendida uma tonelada de cocaína, aeronaves, veículos e outros, que indicam a atuação de "poderosa" organização criminosa, com possibilidade de tráfico de drogas transnacional”, afirmou. 

Entenda o caso

O desembargador José de Ribamar Oliveira, de plantão no dia 26 de dezembro, no Tribunal de Justiça do Piauí, determinou a soltura de André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Vagner Farabote Leite e Alexandro Vilela de Oliveira, presos pela Polícia Civíl com uma tonelada de cocaína e duas aeronaves, em Timon, no dia 10 de dezembro.  

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado do Piauí (GRECO) apreendeu no dia 10 de dezembro uma tonelada de cocaína, quatro veículos e duas aeronaves em Teresina. A droga, avaliada em cerca de R$ 25 milhões, foi localizada em dois pontos da cidade.

Droga apreendida durante a operação em dezembro de 2019 (Foto: Victória Régia / Portal AZ)

De acordo com informações do secretário de segurança, Fábio Abreu, a polícia efetuou a prisão de sete pessoas, dentre elas, um piauiense nascido no município de São João da Serra.

“Foram presas sete pessoas, três pilotos de aeronaves e os outros integrantes estavam acompanhando para fazer a logística de locação de um sítio na cidade. Alguns presos são de locais diferentes. Alguns são do Pará, outros de Pernambuco e também da Bahia. Nós temos também um piauiense que na verdade morava no Pará, mas que é daqui do estado”, explica o secretário.

André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Alexandre Vagner Ferraz e Renato Solon Gondim Magalhães são pilotos de avião. Já o preso Vagner Farabote Leite pilotava helicóptero e Alexandro Vilela de Oliveira junto com o piauiense João da Cruz Marques dos Prazeres resolviam as locações de lugares para hospedagem.

Matérias relacionadas:

MP volta a pedir prisão de quadrilha flagrada com uma tonelada de cocaína

Desembargador rejeita pedido para revogar liminar que soltou integrantes da quadrilha da cocaína    

Desembargador manda soltar presos com helicóptero e quase uma tonelada de cocaína

Desembargador explica as razões que levaram à soltura de suspeitos presos com cocaína e helicóptero

MP solicita manutenção de prisões de suspeitos flagrados com mais de uma tonelada de cocaína