1. Editorias
  2. Polícia
  3. Polícia Militar prende dois suspeitos de arrombar loja no Centro de Teresina
Publicidade

Polícia Militar prende dois suspeitos de arrombar loja no Centro de Teresina

A equipe estava realizando rondas quando se deparou com o crime

A Polícia Militar prendeu dois homens acusados de arrombar uma loja localizada na rua Simplício Mendes, na madrugada dessa quinta-feira (26), em Teresina. 

Suspeitos de arrombar loja são presos em Teresina (Foto: Divulgação/ PM)

Segundo o 1º Batalhão de Polícia militar, estavam sendo realizadas rondas ostensivas na região quando a viatura se deparou com o arrombamento na loja Avmaq. "Os homens conseguiram subtrair da loja, um cofre, uma transpálete, uma moto bomba B4T-710, uma TV samsung 32", dois pendrivers e um cadeado pado E-60", informa a PM. 

Criminosos foram flagrados pela PM (Foto: divulgação)

Ainda segundo o 1ºBPM, os suspeitos tentaram fugir, entretanto foram interceptados na Avenida Campo Sales pelos policiais.  

Os homens identificados como Dheymirson, de 24 anos, e Francisco de Assis, de 38 anos, foram conduzidos à Central de Flagrantes junto ao proprietário da loja e os produtos apreendidos, para serem realizada as medidas cabíveis. 

Com ruas vazias, crimes contra estabelecimentos aumentam em Teresina  

Os establecimentos de Teresina, que foram fechados com os decretos de prevenção à pandemia de coronavírus, estão sendo alvo de bandidos, devido à redução do fluxo de pessoas nas ruas. Os crimes, além da pouca movimentação na cidade, estão sendo associados a soltura de mais de 500 presos.  

Em decisão na última sexta-feira (20), os presos que cumprem pena em regime aberto e semiaberto saíram das penitenciárias para cumprir prisão domiciliar até o dia 31 de maio, em virtude à prevenção ao coronavírus no sistema prisional.

Coronel comandante geral da Polícia Militar do Piauí, Lindomar Castilho (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Ao Portal AZ, o coronel comandante geral da Polícia Militar do Piauí, Lindomar Castilho, explicou que em caso de descumprimento à determinação do juiz, os índices de criminalidade pela cidade podem aumentar. “Caso não eles não obedeçam a determinação judicial de ficarem em seus domicílios, é possível que possam vir a cometer crimes, principalmente contra o patrimônio, como furto ou roubo”, disse o comandante.

Matéria relacionada:

Com ruas vazias, crimes contra estabelecimentos aumentam em Teresina    

A Polícia Militar prendeu dois homens acusados de arrombar uma loja localizada na rua Simplício Mendes, na madrugada dessa quinta-feira (26), em Teresina. 

Suspeitos de arrombar loja são presos em Teresina (Foto: Divulgação/ PM)

Segundo o 1º Batalhão de Polícia militar, estavam sendo realizadas rondas ostensivas na região quando a viatura se deparou com o arrombamento na loja Avmaq. "Os homens conseguiram subtrair da loja, um cofre, uma transpálete, uma moto bomba B4T-710, uma TV samsung 32", dois pendrivers e um cadeado pado E-60", informa a PM. 

Criminosos foram flagrados pela PM (Foto: divulgação)

Ainda segundo o 1ºBPM, os suspeitos tentaram fugir, entretanto foram interceptados na Avenida Campo Sales pelos policiais.  

Os homens identificados como Dheymirson, de 24 anos, e Francisco de Assis, de 38 anos, foram conduzidos à Central de Flagrantes junto ao proprietário da loja e os produtos apreendidos, para serem realizada as medidas cabíveis. 

Com ruas vazias, crimes contra estabelecimentos aumentam em Teresina  

Os establecimentos de Teresina, que foram fechados com os decretos de prevenção à pandemia de coronavírus, estão sendo alvo de bandidos, devido à redução do fluxo de pessoas nas ruas. Os crimes, além da pouca movimentação na cidade, estão sendo associados a soltura de mais de 500 presos.  

Em decisão na última sexta-feira (20), os presos que cumprem pena em regime aberto e semiaberto saíram das penitenciárias para cumprir prisão domiciliar até o dia 31 de maio, em virtude à prevenção ao coronavírus no sistema prisional.

Coronel comandante geral da Polícia Militar do Piauí, Lindomar Castilho (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Ao Portal AZ, o coronel comandante geral da Polícia Militar do Piauí, Lindomar Castilho, explicou que em caso de descumprimento à determinação do juiz, os índices de criminalidade pela cidade podem aumentar. “Caso não eles não obedeçam a determinação judicial de ficarem em seus domicílios, é possível que possam vir a cometer crimes, principalmente contra o patrimônio, como furto ou roubo”, disse o comandante.

Matéria relacionada:

Com ruas vazias, crimes contra estabelecimentos aumentam em Teresina