1. Editorias
  2. Meio Ambiente
  3. Secretaria libera praia da Pedra do Sal para banho depois de monitoramento
Publicidade

Secretaria libera praia da Pedra do Sal para banho depois de monitoramento

A informação foi confirmada pelo gerente de Fiscalização da Semar, Renato Nogueira

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar) informou nesta quinta-feira (21) que a praia Pedra do Sal, em Luís Correia, já se encontra própria para banho segundo o resultado do monitoramento nas praias do Piauí entre os dias 18 a 21 de novembro, devido o registro de manchas de óleo. 

Vestígios de óleo nas praias do Piauí (Foto: Reprodução / Capitania dos Portos)

Segundo informações da Semar, nos dias 18 e 19 de novembro foram percorridos aproximadamente 130 km em alto mar, partindo do entreposto pesqueiro Anchieta Pescados com destino à praia de Maramar. O objetivo era de impedir que as manchas de óleo na corrente marítima pudessem ser depositadas na praia entre Peito de Moça e no Delta do Parnaíba. 

Navio para monitoramento em alto mar (Foto: Divulgação / Capitania dos Portos)

Já nos dias 20 e 21 de novembro, durante um percurso de 10km na praia Pedra do Sal, não foram visualizados manchas ou fragmentos de óleo na área. O gerente de Fiscalização da Semar, Renato Nogueira, explica que mesmo com a liberação da praia, o monitoramento vai continuar caso novos resíduos de óleo apareçam nas praias.

“Mesmo com a liberação, as equipes da prefeitura juntamente com o Corpo de Bombeiros ainda continuam com o processo de monitoramento. Talvez essa tenha sido a praia que acumulou maior quantidade de resíduos e por isso demorou mais a ser liberada”, diz Renato Nogueira.

Placas de sinalização para os banhistas (Foto: Reprodução / Semar)

As praias do litoral já foram anunciadas como próprias para banho, mas o gerente ainda alerta aos banhistas caso resíduos de óleo voltem às praias.“Todas as praias já estão liberadas com a ressalva de que qualquer momento, com a chegada de novos resíduos de óleo, a população tome cuidado para evitar o contato direto com o produto”, alerta Renato Nogueira.

Entenda o caso

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar) comunicou no dia 14 de novembro o aparecimento de novas manchas de óleo na Praia de Atalaia, localizada no município de Luís Correia, região Norte do Piauí.

Já no dia 15 de novembro, foram registrados novos casos de manchas de óleo em praias. Os resíduos apareceram nas praias Pontal, na cidade de Ilha Grande; Peito de Moça e Pedra do Sal (ambas no município de Luís Correia), região Norte do Piauí. 

A informação foi confirmada pela Marinha do Brasil, que afirmou que esses novos casos foram detectados durante vistoria que vem sendo realizada pela Capitania dos Portos do Piauí em parceria com IBAMA, Defesa Civil, ICMBio e Corpo de Bombeiros do Piauí.

Situação das praias piauienses

Representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) identificaram a presença de uma tonelada de óleo que atingiu o Delta do Parnaíba, localizado entre os Estados do Piauí e Maranhão. A informação foi confirmada ao Portal AZ, nesta segunda-feira (18), pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamim Dante. 

Mancha de óleo na praia (Foto: Reprodução / Semar)

De acordo com ele, a Marinha do Brasil localizou vestígios de óleos nas Ilhas do Caju, Caiçaras, Canárias, Poldros, nas praias do Pontal e Barra das Melancieiras. O trabalho agora é barrar a chegada das manchas de óleo no rio Parnaíba, que abastece boa parte dos moradores da região do litoral piauiense. 

Matérias relacionadas:

Governo aguarda relatório sobre manchas de óleo para assinar decreto

Regina Sousa irá decretar emergência devido manchas de óleo no Piauí

Mais de uma tonelada de resíduo de óleo é retirado em apenas um dia em praias do Piauí 

Piauí registra novas manchas de óleo e praia fica imprópria para banho

Manchas de óleo atingem praia no piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Polícia Federal investoga orogem de manchas de óleo encontradas em praias do Nordeste

Manchas de óleo atingem mais de cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambentais

Governo investiga navios que podem ser origem do óleo que atinguiu praias do Piauí

Bolsonaro acredita que óleo encontrado em praias do Nordeste foi despejado criminosamente

Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí

Procurador do Piauí ingressa com ação contra Governo Federal sobre óleo em praias 

Depois de análise da Marinha, Regina Sousa descarta assinar decreto de emergência devido manchas de óleo

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar) informou nesta quinta-feira (21) que a praia Pedra do Sal, em Luís Correia, já se encontra própria para banho segundo o resultado do monitoramento nas praias do Piauí entre os dias 18 a 21 de novembro, devido o registro de manchas de óleo. 

Vestígios de óleo nas praias do Piauí (Foto: Reprodução / Capitania dos Portos)

Segundo informações da Semar, nos dias 18 e 19 de novembro foram percorridos aproximadamente 130 km em alto mar, partindo do entreposto pesqueiro Anchieta Pescados com destino à praia de Maramar. O objetivo era de impedir que as manchas de óleo na corrente marítima pudessem ser depositadas na praia entre Peito de Moça e no Delta do Parnaíba. 

Navio para monitoramento em alto mar (Foto: Divulgação / Capitania dos Portos)

Já nos dias 20 e 21 de novembro, durante um percurso de 10km na praia Pedra do Sal, não foram visualizados manchas ou fragmentos de óleo na área. O gerente de Fiscalização da Semar, Renato Nogueira, explica que mesmo com a liberação da praia, o monitoramento vai continuar caso novos resíduos de óleo apareçam nas praias.

“Mesmo com a liberação, as equipes da prefeitura juntamente com o Corpo de Bombeiros ainda continuam com o processo de monitoramento. Talvez essa tenha sido a praia que acumulou maior quantidade de resíduos e por isso demorou mais a ser liberada”, diz Renato Nogueira.

Placas de sinalização para os banhistas (Foto: Reprodução / Semar)

As praias do litoral já foram anunciadas como próprias para banho, mas o gerente ainda alerta aos banhistas caso resíduos de óleo voltem às praias.“Todas as praias já estão liberadas com a ressalva de que qualquer momento, com a chegada de novos resíduos de óleo, a população tome cuidado para evitar o contato direto com o produto”, alerta Renato Nogueira.

Entenda o caso

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar) comunicou no dia 14 de novembro o aparecimento de novas manchas de óleo na Praia de Atalaia, localizada no município de Luís Correia, região Norte do Piauí.

Já no dia 15 de novembro, foram registrados novos casos de manchas de óleo em praias. Os resíduos apareceram nas praias Pontal, na cidade de Ilha Grande; Peito de Moça e Pedra do Sal (ambas no município de Luís Correia), região Norte do Piauí. 

A informação foi confirmada pela Marinha do Brasil, que afirmou que esses novos casos foram detectados durante vistoria que vem sendo realizada pela Capitania dos Portos do Piauí em parceria com IBAMA, Defesa Civil, ICMBio e Corpo de Bombeiros do Piauí.

Situação das praias piauienses

Representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) identificaram a presença de uma tonelada de óleo que atingiu o Delta do Parnaíba, localizado entre os Estados do Piauí e Maranhão. A informação foi confirmada ao Portal AZ, nesta segunda-feira (18), pelo comandante da Capitania dos Portos do Piauí, capitão Benjamim Dante. 

Mancha de óleo na praia (Foto: Reprodução / Semar)

De acordo com ele, a Marinha do Brasil localizou vestígios de óleos nas Ilhas do Caju, Caiçaras, Canárias, Poldros, nas praias do Pontal e Barra das Melancieiras. O trabalho agora é barrar a chegada das manchas de óleo no rio Parnaíba, que abastece boa parte dos moradores da região do litoral piauiense. 

Matérias relacionadas:

Governo aguarda relatório sobre manchas de óleo para assinar decreto

Regina Sousa irá decretar emergência devido manchas de óleo no Piauí

Mais de uma tonelada de resíduo de óleo é retirado em apenas um dia em praias do Piauí 

Piauí registra novas manchas de óleo e praia fica imprópria para banho

Manchas de óleo atingem praia no piauí e equipe de inspeção naval analisa danos ambientais

Polícia Federal investoga orogem de manchas de óleo encontradas em praias do Nordeste

Manchas de óleo atingem mais de cinco praias no Piauí; equipes analisam danos ambentais

Governo investiga navios que podem ser origem do óleo que atinguiu praias do Piauí

Bolsonaro acredita que óleo encontrado em praias do Nordeste foi despejado criminosamente

Praias atingidas por manchas de óleo podem ser interditadas no Piauí

Procurador do Piauí ingressa com ação contra Governo Federal sobre óleo em praias 

Depois de análise da Marinha, Regina Sousa descarta assinar decreto de emergência devido manchas de óleo