1. Editorias
  2. Maranhão
  3. Vereador denuncia prática de extorsão por parte de radialista
Publicidade

Vereador denuncia prática de extorsão por parte de radialista

Os dois chegaram a trocar socos durante briga na Câmara Municipal

O vereador Antunes Macêdo (PSDB), que teria se envolvido em uma confusão com o radialista Eliézio Bezerra da Silva dentro da Câmara Municipal de Timon, denunciou nesta quinta-feira (14), que é vítima de extorsão por parte do radialista. 

Antunes Macedo disse em entrevista ao Portal AZ, que sempre teve uma relação cordial com a imprensa, inclusive com o radialista Eliézio Bezerra, mas depois de algum tempo que eles firmaram uma parceria para que seu trabalho como vereador fosse divulgado, o radialista passou a exigir dinheiro para não fazer críticas a Antunes Macedo e a sua família.

Vereador Antunes Macêdo ( Foto: arquivo pessoal)

“Sou um pequeno empresário, em Timon há mais de 20 anos, sou farmacêutico, tenho uma drogaria, trabalho de forma digna e por conta disso meu nome surgiu na política. Então fui candidato e eleito, e depois disso fiz uma parceria para divulgação de meu trabalho político com o Eliézio Bezerra. Depois de algum tempo, ele começou a prática de extorsão contra mim. Simplesmente se você não pagar ou atrasar, ele fala de você, ele falava mal do meu genro, que também é vereador”, afirma Antunes Macêdo. 

Radialista Eliézio Bezerra da Silva (Foto: reprodução Facebook)

Ainda de acordo com o vereador, quando ele não pagava ou atrasava o radialista falava mal dele ou de alguém de sua família. “Esse radialista tem a prática de extorsão contra os parlamentares. Simplesmente se você não pagar ,ele fala mal de você. E sempre que eu atrasava meu pagamento em relação à divulgação dos meus trabalhos, ele também falava mal do meu genro e isso gerou um mal-estar na minha família”, relata. 

Ouça os áudios abaixo( radialista faz cobranças ao vereador)

Antunes Macêdo ainda denunciou ao Portal AZ, que o radialista teria proposto que o vereador pagasse também pelo genro para que Eliézio Bezerra da Silva, não falasse mal do noivo da filha, que também é vereador. 

“Minha filha cobrava, perguntava como eu estava com uma parceria com um radialista que falava mal do noivo dela e então ele criou um problema familiar. Eu conversei com o Eliézio Bezerra, pra resolver essa situação e ele disse que se eu pagasse pelo meu genro ele não falaria nada de ruim a respeito dele. Então eu comecei a pagar”, declara o vereador. 

Antunes Macêdo também disse que ficou afastado por duas semanas da Câmara Municipal de Timon, para evitar contato com o radialista Eliézio Bezerra da Silva. 

“Eu me afastei da Câmara Municipal por duas semanas por esse motivo, porque eu não tenho mais estrutura emocional para aguentar essa situação. Eu sabia que ele iria aprontar comigo o que ele fez ontem. Já estava tudo organizado”, diz. 

Segundo o vereador o caso será denunciado à justiça. 

Eliézio Bezerra da Silva chegou a afirmar que não há nenhuma irregularidade que o vereador possa comprovar e o contrato firmado entre eles encerra no fim de ano.

 “Eu tenho um contrato com ele que termina em dezembro. Ele não pode provar em nenhum momento que eu ataco a família dele. Tenho 25 anos de profissão e não tenho nenhum processo na Justiça por falar o que não posso provar. Enquanto uma pessoa que anda com o vereador fica colocando o áudio dizendo que estou cobrando ele, mas ele está me devendo. Mas não acho que esse seja o motivo dessa agressão. Na verdade não consigo entender, porque ele nunca teve esse comportamento”, disse. 

Entenda o caso 

O radialista Eliézio Bezerra da Silva e o vereador Antunes Macêdo(PSDB) se envolveram em uma confusão na Câmara Municipal de Timon, no Maranhão, nesta quinta-feira(13).  Os dois chegaram a trocar socos e o radialista teria saído da briga com o aparelho celular quebrado. 

Eliézio Bezerra da Silva registrou boletim de ocorrência contra o vereador Antunes Macêdo (PSDB), por agressão, segundo o comunicador ele teria se aproximado do vereador para pedir uma entrevista, quando foi agredido. 

Assista ao vídeo da confusão : 

O radialista chegou a registrar boletim de ocorrência no 1º DP de Timon. Antunes Macêdo disse que a confusão foi motivada pela prática de extorsão por parte de Eliézio Bezerra. 

Matéria relacionada 

Vereador e radialista trocam socos durante confusão dentro de Câmara

O vereador Antunes Macêdo (PSDB), que teria se envolvido em uma confusão com o radialista Eliézio Bezerra da Silva dentro da Câmara Municipal de Timon, denunciou nesta quinta-feira (14), que é vítima de extorsão por parte do radialista. 

Antunes Macedo disse em entrevista ao Portal AZ, que sempre teve uma relação cordial com a imprensa, inclusive com o radialista Eliézio Bezerra, mas depois de algum tempo que eles firmaram uma parceria para que seu trabalho como vereador fosse divulgado, o radialista passou a exigir dinheiro para não fazer críticas a Antunes Macedo e a sua família.

ddd

Vereador Antunes Macêdo ( Foto: arquivo pessoal)

“Sou um pequeno empresário, em Timon há mais de 20 anos, sou farmacêutico, tenho uma drogaria, trabalho de forma digna e por conta disso meu nome surgiu na política. Então fui candidato e eleito, e depois disso fiz uma parceria para divulgação de meu trabalho político com o Eliézio Bezerra. Depois de algum tempo, ele começou a prática de extorsão contra mim. Simplesmente se você não pagar ou atrasar, ele fala de você, ele falava mal do meu genro, que também é vereador”, afirma Antunes Macêdo. 

Radialista Eliézio Bezerra da Silva (Foto: reprodução Facebook)

Ainda de acordo com o vereador, quando ele não pagava ou atrasava o radialista falava mal dele ou de alguém de sua família. “Esse radialista tem a prática de extorsão contra os parlamentares. Simplesmente se você não pagar ,ele fala mal de você. E sempre que eu atrasava meu pagamento em relação à divulgação dos meus trabalhos, ele também falava mal do meu genro e isso gerou um mal-estar na minha família”, relata. 

Ouça os áudios abaixo( radialista faz cobranças ao vereador)

Antunes Macêdo ainda denunciou ao Portal AZ, que o radialista teria proposto que o vereador pagasse também pelo genro para que Eliézio Bezerra da Silva, não falasse mal do noivo da filha, que também é vereador. 

“Minha filha cobrava, perguntava como eu estava com uma parceria com um radialista que falava mal do noivo dela e então ele criou um problema familiar. Eu conversei com o Eliézio Bezerra, pra resolver essa situação e ele disse que se eu pagasse pelo meu genro ele não falaria nada de ruim a respeito dele. Então eu comecei a pagar”, declara o vereador. 

Antunes Macêdo também disse que ficou afastado por duas semanas da Câmara Municipal de Timon, para evitar contato com o radialista Eliézio Bezerra da Silva. 

“Eu me afastei da Câmara Municipal por duas semanas por esse motivo, porque eu não tenho mais estrutura emocional para aguentar essa situação. Eu sabia que ele iria aprontar comigo o que ele fez ontem. Já estava tudo organizado”, diz. 

Segundo o vereador o caso será denunciado à justiça. 

Eliézio Bezerra da Silva chegou a afirmar que não há nenhuma irregularidade que o vereador possa comprovar e o contrato firmado entre eles encerra no fim de ano.

 “Eu tenho um contrato com ele que termina em dezembro. Ele não pode provar em nenhum momento que eu ataco a família dele. Tenho 25 anos de profissão e não tenho nenhum processo na Justiça por falar o que não posso provar. Enquanto uma pessoa que anda com o vereador fica colocando o áudio dizendo que estou cobrando ele, mas ele está me devendo. Mas não acho que esse seja o motivo dessa agressão. Na verdade não consigo entender, porque ele nunca teve esse comportamento”, disse. 

Entenda o caso 

O radialista Eliézio Bezerra da Silva e o vereador Antunes Macêdo(PSDB) se envolveram em uma confusão na Câmara Municipal de Timon, no Maranhão, nesta quinta-feira(13).  Os dois chegaram a trocar socos e o radialista teria saído da briga com o aparelho celular quebrado. 

Eliézio Bezerra da Silva registrou boletim de ocorrência contra o vereador Antunes Macêdo (PSDB), por agressão, segundo o comunicador ele teria se aproximado do vereador para pedir uma entrevista, quando foi agredido. 

Assista ao vídeo da confusão : 

O radialista chegou a registrar boletim de ocorrência no 1º DP de Timon. Antunes Macêdo disse que a confusão foi motivada pela prática de extorsão por parte de Eliézio Bezerra. 

Matéria relacionada 

Vereador e radialista trocam socos durante confusão dentro de Câmara