1. Editorias
  2. Maranhão
  3. Homem de 27 anos é assassinado com três tiros na cabeça em Timon
Publicidade

Homem de 27 anos é assassinado com três tiros na cabeça em Timon

Segundo a polícia, a vítima era motorista e não possuía passagens criminais

Kellyelson Edson Nunes de Sousa, de 27 anos, foi morto com três tiros na cabeça na manhã desta segunda-feira (21) no bairro Miguel Arraes, em Timon (MA). O homem era auxiliar de motorista e não possuía passagens criminais. 

Homem de 27 anos é assassinado com três tiros na cabeça em residência (Foto: divulgação)

Em entrevista ao Portal AZ, o delegado César Veloso relatou que o crime aconteceu na casa da vítima. Dois homens entraram na residência, renderam a esposa de Kellyenson e a trancaram no banheiro.

De acordo com a Polícia Civil, acredita-se na ideia de latrocínio devido os celulares das vítimas terem sido levados. No entanto, não se descarta a ideia de que tenha sido execução pela brutalidade da morte. 

Em fotos que circularam nas redes sociais, a vítima aparece deitada de bruços e com o rosto contra o chão. 

Até o momento, os suspeitos do crime não foram localizados. "Há uma suspeita que um dos criminosos seja um menor de idade, mas nada confirmado", disse o delegado César. 

No local do crime foram encontradas quatro cápsulas de arma de fogo. Familiares das vítimas estão sendo ouvidos pela Polícia Civil. "As investigações estão em andamento para elucidar o crime e localizar os autores".

Kellyelson Edson Nunes de Sousa, de 27 anos, foi morto com três tiros na cabeça na manhã desta segunda-feira (21) no bairro Miguel Arraes, em Timon (MA). O homem era auxiliar de motorista e não possuía passagens criminais. 

Homem de 27 anos é assassinado com três tiros na cabeça em residência (Foto: divulgação)

Em entrevista ao Portal AZ, o delegado César Veloso relatou que o crime aconteceu na casa da vítima. Dois homens entraram na residência, renderam a esposa de Kellyenson e a trancaram no banheiro.

De acordo com a Polícia Civil, acredita-se na ideia de latrocínio devido os celulares das vítimas terem sido levados. No entanto, não se descarta a ideia de que tenha sido execução pela brutalidade da morte. 

Em fotos que circularam nas redes sociais, a vítima aparece deitada de bruços e com o rosto contra o chão. 

Até o momento, os suspeitos do crime não foram localizados. "Há uma suspeita que um dos criminosos seja um menor de idade, mas nada confirmado", disse o delegado César. 

No local do crime foram encontradas quatro cápsulas de arma de fogo. Familiares das vítimas estão sendo ouvidos pela Polícia Civil. "As investigações estão em andamento para elucidar o crime e localizar os autores".